Cyber Monday: vale a pena participar?

Chamada também de “Segunda-feira cibernética”, a Cyber Monday, assim como a Black Friday deste ano, está gerando boas expectativas ao comércio eletrônico. Embora, alguns ainda ignorem a data como oportunidade.

Para termos noção de como a data é relevante, em 2019, o varejo online faturou mais de R$ 40 milhões na Cyber Monday – dados divulgados pela Bit/Nielsen.

É a chance de vender mais e aliviar o estoque de produtos restantes da Black Friday. Neste ano, ela acontece no dia 30 de novembro.

Cyber Monday não é continuação da Black Friday

O diferencial da Cyber Monday é que ela acontece, exclusivamente, no comércio eletrônico.

Quando surgiu, em 2005, nos Estados Unidos a segunda-feira após o Dia de Ação de Graças era marcada por promoções “imperdíveis” em artigos eletrônicos e games. Eram somente esses os nichos que participavam da Cyber Monday.

Em 2012, ano em que chegou ao Brasil, a Cyber Monday aconteceu no mesmo formato. Mas, com o passar do tempo e boa reputação da data – que ofertava descontos de até 80%, lojistas de outros nichos passaram a aproveitar a oportunidade.

Hoje, diversas lojas e marketplaces aderem à data. Os bons descontos ofertados atraem muito mais os consumidores, o que pode fazer com que o ticket médio das lojas online aumente. Afinal, as pessoas compram mais produtos quando pagam menos.

Dicas essenciais para participar da Cyber Monday

  • Planejamento

O ideal é que planejamento seja feito com antecedência, mas a Cyber Monday tem uma particularidade: a observância das categorias com melhor desempenho durante a Black Friday.

Ainda assim, tenha planejado os produtos que terão descontos, negocie com fornecedores e operadores logísticos. Prepare toda a operação para um maior volume de vendas. Dessa maneira, o intervalo de tempo entre a Black Friday e a Cyber Monday será apenas para ajustes.

  • Divulgação

Divulgue suas ofertas de modo estratégico. Aqui, vale investir em layouts especiais para a data, contagens regressivas (que ativam o senso de urgência nos consumidores) e divulgação prioritária para os já clientes.

  • Descontos e benefícios reais

Oferte apenas o que você pode cumprir. Jamais aumente o preço do produto para oferecer um desconto maior, que na verdade é falso.
Tenha criatividade para fazer a queima de estoque: monte kits de produtos, ofereça descontos progressivos, fretes regressivos (quanto maior o valor da compra, menor o frete), cashback, brindes, etc.

  • Negocie estratégias para a redução do frete e entregas no prazo, junto com o seu operador logístico

Para poder oferecer frete barato ou grátis e não ter problemas, o planejamento leva em consideração vários fatores como margem de lucro, localização dos clientes, peso e tamanho das mercadorias e riscos no transporte.

  • Adiante os processos de picking e packing

Deixe os produtos, com maiores chances de saída, já prontos para o envio ao cliente.
Não há dúvida. A Cyber Monday também é uma data que pode beneficiar o comércio eletrônico e aumentar o faturamento do segundo semestre. Com estoque limpo, melhor é a preparação para outra data muito importante, o Natal.
Pense estrategicamente, conte com bons parceiros e aproveite!



Deixe uma resposta