Custo logístico e prazo de entrega ditam o sucesso de um e-commerce

Podemos dizer que a logística é o que fecha o ciclo para uma boa experiência do cliente de e-commerce. Conforme a Rock Content, no E-commerce Trends 2018, uma empresa de marketing, a entrega representa mais de 80% da decisão de compra.

Dois anos depois e com o aumento da adesão ao comércio eletrônico durante a pandemia, isso só foi reforçado.

Ou seja, envios errados, atrasos e alto valor de frete são fatores decisivos! Decisivos para arruinar uma loja virtual.

Inclusive, isso vale para e-commerce de qualquer porte – os grandes e também os que ainda estão crescendo. Ambos têm o objetivo de vender e não dá mais para fazer isso negligenciando a gestão logística.

O que inclui a gestão logística de um e-commerce

  • Recebimento e conferência de mercadorias;
  • Armazenagem adequada e otimizada do estoque;
  • Separação das mercadorias vendidas e preparação para o envio no transporte (picking e packing);
  • Transporte feito em veículo adequado, com os devidos cuidados e segurança;
  • Rastreio e gestão das entregas;
  • Operação de logística reversa, quando houver.

Realizar todos os processos envolvidos na operação exige tempo, pessoal capacitado e tecnologias que agilizem e evitem erros durante as etapas.

Nem sempre, o e-commerce consegue dar conta de tudo. É nesse momento que, ao insistir em realizar os processos “do jeito que dá”, os problemas começam a ser frequentes e os prejuízos também.

Isso acarreta em uma bola de neve de problemas que atingirá o cliente final com alto custo de frete e entregas passíveis e transtornos. Ou seja, cada vez mais, surgirão clientes insatisfeitos.

Nenhum negócio sobrevive com clientes não satisfeitos. Isso é óbvio! Mas, muitas vezes, a empresa está se afundando e demora para reconhecer isso.

Para reverter a situação será preciso investimento. Na verdade, uma realocação de investimento.

Ao invés de continuar “investindo” dinheiro em operações falhas, que geram prejuízos, invista em equipe especializada ou na logística terceirizada.

Ter frete atrativo e prazos menores

Como dito no início do texto, a logística é a fase final para a boa experiência dos clientes. Assim, uma entrega com prazo rápido e mercadorias enviadas com as especificações corretas é o que irá encaminhar a venda para a fidelização do cliente.
Clientes satisfeitos geram publicidade gratuita. Com certeza, a loja será indicada para outras pessoas, os novos clientes em busca da mesma boa experiência que o outro cliente teve.

Para isso, a estrutura dos processos logísticos precisa ser bem definida, executada por profissionais capacitados e otimizada com tecnologias.

Dessa forma, os pedidos são processados e enviados sem erros e de forma inteligente, que permite prazos menores. É economia e maior efetividade para a operação.

Ter um parceiro logístico ajuda muito. Mas é preciso se certificar de que ele é capacitado para atender a empresa. Também é importante mencionar que quanto maior a sinergia entre o gestor do e-commerce e o operador logístico, melhor as necessidades serão atendidas.

Uma gestão mal feita de estoque e logística é a chave para a ruína de um e-commerce.
Leia: O que considerar ao escolher um fornecedor logístico



Deixe uma resposta