O que observar ao contratar um serviço de armazenagem

A armazenagem é etapa muito importante da logística e que abarca uma boa parte dos custos operacionais de uma empresa. Um serviço que oferece espaço, agilidade e acessibilidade e que é responsável pelo planejamento, controle e movimentação para receber, armazenar e enviar mercadorias.

Falhas no planejamento e execução da armazenagem elevam ainda mais o custo. Além de que, armazenar cargas de forma errada, pode danificá-las e gerar prejuízos.

O processo tem tudo a ver com a segurança das mercadorias. No entanto, para que haja efetiva segurança, alguns pontos devem ser observados ao contratar um serviço de armazenagem.

Mas, antes de falarmos sobre os pontos, precisamos esclarecer que armazenagem não é o mesmo que estoque.

A estocagem é guardar as mercadorias prontas ou matérias-primas, seja por um curto ou longo período de tempo. Já a armazenagem é um processo mais amplo. Envolve a estocagem e, também, a movimentação das cargas, recebimento e expedição para o transporte.

Feita essa diferenciação, vamos às etapas da armazenagem.

Como funciona a armazenagem

A mercadoria chega ao armazém, é identificada, conferida a sua natureza, peso e medidas e separada de acordo com algum critério, como tipo, prazo e giro.

Após, a armazenagem acontece na prática. As cargas são acomodadas em local seguro e adequado, movimentadas apenas quando necessário e no momento de ir para o transporte.

Nesta última etapa, um picking é feito para finalizar a mercadoria e deixá-la preparada para o transporte até o cliente final.

Benefícios

Tudo feito de forma correta e otimizada com tecnologias, o serviço de armazenagem:

  • Auxilia na redução de custos;
  • Evita desabastecimentos;
  • Favorece maior eficiência e menos tempo nas entregas;
  • Fornece segurança da integridade das mercadorias enquanto aguardam chegar ao consumidor.

Segurança

Como dito, se toda a operação de armazenagem for feita corretamente, a segurança das cargas é garantida. Mas, antes de fechar negócio com um parceiro logístico, para ser o responsável por esse serviço, é preciso saber se tudo sairá conforme o planejado.

É possível fazer isso observando alguns pontos:

Ponto importantes

Primeiro de tudo, a empresa logística precisa ser habilitada para realizar esse tipo de trabalho. Verificar se possui estrutura, experiência e profissionais capacitados.

Ela também precisa estar munida com seguros contra roubos, avarias, incêndio, entre outros.

Depois é o momento de considerar as necessidades específicas das cargas a serem armazenadas. Veja:

Espaço: quanto de espaço as cargas exigem, de acordo com o volume que possuem?

Tempo: as cargas ficarão guardadas temporariamente ou por um longo período de tempo?

Natureza: o tipo das cargas exige acomodação específica, como temperatura do ambiente, limite de empilhamento, incidência da luz do sol, entre outros? Também, aqui é será identificado o melhor sistema de armazenagem, se será em paletes, estantes, flow-racks ou outros.

Acessibilidade: a mercadoria armazenada tem giro rápido e precisa ser acomodada em local de fácil acesso dentro do armazém?

Valor de mercadoria: as cargas possuem alto valor envolvido? Se sim, elas precisam ser armazenadas em zonas ainda mais seguras.

Localização: o armazém está em local estratégico para acesso às rotas necessárias?

Com esses pontos delineados, o próximo passo é escolher a empresa de logística que melhor atende a todas essas necessidades. Também, um ponto importante para os custos é a flexibilidade do operador logístico em negociar valores.

Embora pareça óbvio tudo que falamos aqui, ainda há empresas que não consideram a armazenagem como fator impactante no operacional e financeiro da empresa. Então, acabam não levando em consideração todos os aspectos citados e se deparam com prejuízos.

Com isso, podemos dizer que a empresa que investe esforços na armazenagem possui vantagem competitiva.
Converse com um consultor sobre o nosso serviço e armazenagem, clique no chat ao lado.



Deixe uma resposta