Terceirizar Logística: custos

Terceirizar a operação logística é a solução adotada por várias empresas. O principal motivo para isso envolve custos, ou melhor, a economia destes. Entender como funciona esses custos é necessário para saber se, de acordo com a necessidade, a economia que será gerada será significativa.

Embora pareça uma análise prática de fazer, optar pela terceirização ou frota própria, requer atenção e a consideração de todas as variáveis.

Para facilitar a decisão, vamos explicar melhor como funciona a logística terceirizada e quais os custos. Acompanhe:

Logística terceirizada na prática

Quando uma empresa terceiriza a área logística, ela contrata uma empresa especializada em soluções logísticas para prestar serviços para ela – não envolve exclusividade.

Pode ser a contratação apenas do transporte ou da operação inteira – incluindo armazenagem, movimentação de materiais, expedição, montagens de kits, etiquetagem, dentre outros.

Sendo uma boa empresa logística, com experiência, estrutura e tecnologia, os serviços prestados terão maior nível de eficiência e qualidade que quando feitos pela própria empresa. Como sabemos, isso contribui muito para o sucesso de um negócio. Transporte satisfatório, cliente final satisfeito.

Depois de contratada a logística terceirizada, a empresa contratante apenas acompanha o fluxo dos processos e é responsável por viabilizar o trabalho logístico fornecendo as informações necessárias para isso.

Todo o restante é feito pelo operador logístico terceirizado.

Por isso, a escolha ao contratar precisa levar em consideração a principal função da logística: agregar e impulsionar os resultados da empresa. A empresa terceirizada tem que dar conta da demanda, de forma ágil e segura, e também estar alinhada aos valores do negócio.

Custos envolvidos

Em uma operação logística própria, os custos envolvem tanto os fixos, como o com folha de pagamento, quantos os custos variáveis da operação de transporte, como combustível e taxas.

Na logística terceirizada, a empresa contratante assume apenas os custos variáveis da operação.

Fatores que formam a precificação das empresas de logísticas:

  • Tipos de serviços contratados;
  • Frequência de demanda;
  • Natureza e tamanho das mercadorias;
  • Distâncias e rotas;
  • Riscos à segurança.

Sem os custos fixos, mesmo que a empresa terceirize muitos serviços ainda há economia de dinheiro e de tempo.
Frota própria exige alto investimento e cuidados constantes. Pense que uma falha mecânica, que poderia ter sido evitada com a manutenção em dia, pode gerar problemas e prejuízos para o faturamento da empresa.

Dispor de tecnologias para aprimorar os processos e manter a segurança das cargas também requer investimento. Sem falar no custo com mão de obra necessária.

Se esse grande investimento está fora de cogitação, a terceirização logística é a melhor opção. Pois, as empresas logísticas já contam com tudo que é preciso para operar o transporte de matérias-primas e produtos acabados.

Os custos variáveis, pagos pelos embarcadores, salvo em caso de transporte dedicado, são rateados entre os vários embarcadores/clientes da logística contratada. Gerando ainda mais economia.

Também, as empresas especializadas em transporte de cargas fazem o aproveitamento de rotas para diminuir custos e prazos ao cliente. Por exemplo, o caminhão descarregou a carga do cliente X e está voltando para a garagem. O cliente Y precisa coletar uma carga no ponto A. O caminhão em regresso terá que passar pelo ponto A e está vazio. Então, o regresso é aproveitado para realizar a coleta do cliente Y. Menos tempo e menor custo.

Terceirizar é ter um parceiro especializado e com know-how para realizar os serviços com alta performance e lidar com os desafios do setor de transporte da melhor forma e mais rapidamente. Tudo, com a gestão de custos ficando mais tranquila.

Esse modelo faz sentido para a sua empresa? Fale conosco, pelo chat ao lado, para saber mais sobre a terceirização dos nossos serviços.



1 comentário

Deixe uma resposta